Fundamental II

(6º ao 9º ano)

No Ensino Fundamental II os alunos são cada vez mais instigados a expressarem suas ideias e a conviverem com ideias diferentes. Nesta fase, o posicionamento e as atitudes adquiridas no Fundamental I são amadurecidas e irão moldar a forma de como o aluno interage com o mundo.

Nesta nova jornada, marcada pela acolhida e pelo contato com as novas tecnologias, surge um vínculo mais forte entre alunos e educadores. Nosso ensino-aprendizagem possibilita que o educando seja coparticipante do processo de aquisição do conhecimento.

Respeitando sempre as fases adequadas de desenvolvimento de nossos alunos e a nossa linha metodológica de trabalho voltada para o humanístico, procuramos propiciar aos mesmos uma globalização do conhecimento dentro de um planejamento pedagógico preocupado em dar reais condições de interação, com total plenitude de liberdade e segurança perante a realidade.

Com isso, estaremos oferecendo reais condições de continuidade aos estudos, realizações e integração plena à sociedade, com a melhor qualidade educacional.

Proposta do Ensino Fundamental II:

  • Promover o acesso aos recursos culturais relevantes para a intervenção e participação responsável na vida social, através da exploração da língua falada e escrita, dos princípios da reflexão matemática, das noções espaciais e temporais que organizam a percepção do mundo, da iniciação científica e do desenvolvimento de outras linguagens (artística, corporal);
  • Priorizar a participação do aluno na construção do conhecimento por meio da verificação e comprovação de hipóteses, desenvolvendo o espírito crítico, favorecendo a criatividade e a compreensão dos limites;
  • Garantir condições para que o aluno construa instrumentos e mecanismos para um processo de formação permanente (aprender a aprender) incentivando suas capacidades de iniciativa e inovação;
  • Articular os conteúdos das diferentes áreas do conhecimento com a realidade, possibilitando a significação, a reflexão, o diálogo e a socialização como elementos de capacitação do aluno para a vida em sociedade, para a autorrealização e prosseguimento nos estudos;
  • Propiciar uma dinâmica de ensino que favoreça o desenvolvimento das potencialidades individuais e coletivas, adotando atitudes de respeito às diferenças entre as pessoas, solidariedade, cooperação e repúdio às injustiças e discriminações, valorizando o diálogo como forma de explicitar as ideias, os conflitos e a tomada de decisões coletivas.